Desvendando os sistemas de aquecimento solar

Não é só uma questão de modismo ou economia— a utilização do aquecedor solar reduz impacto ambiental, além de trazer vantagens financeiras. O sistema de aquecimento de água por energia solar mais utilizado é composto basicamente por coletores solares, reservatório térmico e tubulações.

O funcionamento de um aquecedor solar começa com o trabalho dos coletores solares, instalados em um ponto alto como o telhado, que captam o calor e o transferem para a água. Depois de aquecida, a água é estocada em um reservatório térmico, chamado de boiler — que nada mais é do que um cilindro de metal, normalmente de aço inox, com isolamento térmico para conservar a temperatura da água.

Pensando em sua importância, no post de hoje, trazemos algumas explicações sobre o aquecimento solar. Portanto, para saber como ele funciona e converte a energia solar em energia térmica, continue a leitura!

O princípio físico

Para garantir a eficiência, o boiler deve ficar bem perto das placas coletoras, em um nível acima delas. É recomendado que ele esteja abaixo do telhado, para o calor não ser transferido ao ambiente externo — mas isso não é regra.

Um detalhe interessante é que a água que vai para os coletores para ser aquecida volta, depois, para o mesmo lugar — que é o boiler, onde fica armazenada. O princípio físico do termossifão permite que o sistema funcione sem bombeamento elétrico, porque a diferença de densidade, antes e depois do aquecimento, faz a água quente — que é menos densa — ser empurrada pela água fria de volta ao reservatório, pela parte superior.

O que acontece é que a água fria sai por uma tubulação localizada abaixo do boiler, passa pelo coletor solar e retorna aquecida para o reservatório. Como a água quente é menos densa, fica concentrada na parte de cima do reservatório e, de lá, sai pela rede de distribuição até o chuveiro.

Powered by Rock Convert

Os materiais utilizados

O aquecedor solar é composto por coletores solares, fabricados basicamente com alumínio, cobre e vidro possuem aletas de metal pintadas com tinta especial, de cor escura, para auxiliar na absorção do calor e favorecer o isolamento térmico. Por ele, passa uma tubulação — que, geralmente, é uma serpentina de cobre.

O boiler normalmente é de aço inox, porém, no mercado existem boilers de cobre e plástico. A temperatura da água no reservatório pode chegar a 90°C.

A instalação do aquecedor solar

Para não haver perdas de calor expressivas e desperdício de água, o boiler deve estar o mais próximo possível do chuveiro ou das torneiras. É necessário que ele seja instalado em uma superfície totalmente plana e resistente, em um local que não dificulte uma eventual manutenção.

Aqui no hemisfério sul, as placas solares devem estar direcionados para o Norte, com uma inclinação de 20° a 30°, dependendo da situação. Isso deve ser bem avaliado, pois a má instalação do equipamento representa um grande problema de desempenho.

O uso de um sistema de aquecimento solar pode significar uma economia de mais de 20% na conta de luz — podendo chegar a muito mais, dependendo do consumo de água quente na residência.

E você, já havia pensado no funcionamento do aquecedor solar — e nas vantagens, tanto financeiras quanto ambientais, do equipamento? Tem outras dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e conte pra gente!

Powered by Rock Convert

One thought to “Desvendando os sistemas de aquecimento solar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *