Como diminuir pela metade os custos da obra?

Construir o próprio imóvel é um grande feito, não somente pela possibilidade de fazer uma casa que reflita sua personalidade, mas também por poder adequar a construção aos seus hábitos e às suas necessidades. Esse segundo ponto pode trazer, além de conforto, economia e otimização dos recursos da obra.

Opções sustentáveis, por exemplo, são ótimas soluções não só para o bolso, mas também para o meio ambiente. Acompanhe nossas dicas e veja como enxugar o orçamento e diminuir os custos da obra!

Economize desde o começo

Antes mesmo do planejamento, a escolha dos profissionais envolvidos pode significar economia para a obra. Engenheiros e arquitetos que estejam alinhados com o seu perfil e com o seu orçamento podem oferecer soluções alternativas, que mantenham a mesma estética ou funcionalidade das referências, porém, com um custo menor.

Outra dica para o pré-projeto é o uso de modelos virtuais de edificações, que simulam a construção em todas as fases, ajudando a elaborar melhores cálculos por etapa.

Compre mais por menor preço

Em uma época tão delicada economicamente, saiba poupar em compras que envolvam grandes quantias, como no caso de construções.

Escolha lojas que ofereçam o maior número de produtos: hidráulicos, ferragens, acabamentos, etc. Desse modo, a possibilidade de compras com descontos em pagamentos à vista e de parcelamento sem juros será maior.

Lembre-se de que para acertar na compra de todo o material de uma vez, seu planejamento precisa estar bem afinado.

Instale telhados, portas e janelas com consciência

Por serem materiais dos mais onerosos em uma obra, escolher bem a localização e a quantidade deles em sua casa pode ser determinante para o custo da obra. Evite, no entanto, optar por produtos de baixa qualidade. Por mais barato que sejam, mais à frente costumam dar problemas e fazer com que se gaste em dobro.

Pesquise opções de acabamento

A variação entre os valores de pias, maçanetas e pisos pode ser enorme. Para economizar, faça uma boa pesquisa antes da compra. Mesmo pela internet, é possível ter uma base bem precisa da diferença de valores.

Peça dicas ao arquiteto e aos pedreiros, que possuem mais conhecimento de mercado. Se você tem alguma habilidade manual, uma boa opção pode ser colocar a “mão na massa” e economizar em etapas como pintura e pequenas instalações elétricas.

Fique atento às opções sustentáveis

Atualmente, quem pensa em economia no longo prazo, com certeza, adota um meio sustentável em sua casa. O aquecedor solar traz uma significativa economia, além de autonomia na infraestrutura. Embora aparente ter um custo alto, sua vida útil média de 20 anos e praticamente não possui manutenção.

O ideal é já incluir a instalação de boiler e tubulação na construção, ficando a parte do painel metálico para o final da obra. Não é à toa que a instalação desse tipo de aquecimento só cresce após anos no mercado brasileiro.

Com planejamento e bom senso, diminuir os custos da obra pode significar também tranquilidade para sua construção. Se você sabe outras maneiras de economizar, conte para a gente na seção de comentários!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"