Aprenda a ler o medidor de energia e corte os gastos com eletricidade

O medidor de energia de uma residência é o aparelho responsável por aferir quantos kW são gastos durante um determinado período. Com os resultados desse medidor, a companhia responsável pela energia elétrica faz os cálculos baseados no valor do kW, originando a conta de luz. Mas você sabia que ler o seu medidor pode fazer com que você corte os gastos com eletricidade? Descubra, a seguir, como aprender a ler o medidor e como isso poderá ajudar a economizar.

Entenda a diferença entre medidor de ponteiros e medidor ciclométrico

Para aprender a ler o medidor de energia da sua residência, você deve, primeiramente, identificar qual o tipo de medição do relógio. Atualmente, os dois tipos mais comuns são o medidor de ponteiros e o medidor ciclométrico.

O medidor de ponteiros é constituído de pequenos relógios. Nesse caso, o relógio que está mais à direita indica o primeiro valor dos hW gastos e, para isso, basta identificar onde o ponteiro está parado em cada relógio. Caso o ponteiro esteja parado entre dois números, deve-se considerar sempre o menor valor.

Já o medidor ciclométrico mostra o valor de maneira imediata, ou seja, ele possui um leitor que tem um display no qual você vê o valor relativo ao consumo. Devido a essa característica, esse tipo de medidor normalmente é considerado o mais fácil de realizar a leitura de gastos.

Faça o cálculo do gasto diário

Uma das melhores formas de cortar os gastos com eletricidade é conhecer os seus padrões de consumo, e a leitura do medidor de energia pode ajudar bastante nisso. Basta fazer a leitura diária e calcular a diferença entre os valores de um dia para o outro.

Imagine, por exemplo, que em um dia o relógio marque 5780 e, no dia seguinte, marque 5795. Nesse caso, houve um consumo de 15 kW de um dia para o outro. Assim, ficará mais fácil se planejar para quando a conta chegar.

Identifique os dias de pico

É bem provável que, durante boa parte dos dias, o consumo de energia elétrica da sua casa se mantenha mais ou menos constante, apenas com pequenas flutuações, se tudo for feito da mesma maneira. Assim, é possível que, durante uma semana, no caso do exemplo anterior, o consumo varie entre 12 e 18 kW diários, em média.

Caso você identifique um dia em que há um gasto de 30 kW, por exemplo, então é sinal de que algo criou um pico de consumo. Ao fazer isso, você conseguirá identificar exatamente o que está consumindo mais energia do que deveria, o que diminuirá seus gastos com eletricidade.

Confira com a conta

Se você fizer leituras diárias do medidor de energia durante o mesmo período em que sua conta de luz é cobrada, você poderá fazer uma espécie de conciliação com a conta. Para isso, basta somar todos os valores encontrados por você durante o período, resultando no gasto mensal aferido por você.

Com isso em mãos, basta comparar com o gasto expresso na conta. Se o valor for muito discrepante e você tiver a certeza de que a medição foi feita corretamente, então isso é um indicativo de que ou a companhia elétrica cometeu um erro ou então que está havendo desvio de energia elétrica da sua residência.

Ao aprender a ler o medidor de energia da sua residência, você vai reduzir o consumo de eletricidade, porque conhecerá seus padrões de consumo e também encontrará possíveis irregularidades. Com menos consumo, os gastos com eletricidade serão menores e o seu bolso ficará mais satisfeito. Para economizar ainda mais, confira o post com 6 dicas para economizar energia.

Você pretende fazer a leitura do medidor de energia a partir de agora? Quais são suas outras dicas para diminuir os gastos com eletricidade? Comente e participe!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"